Badshahi Masjid / Archnet

considerado um dos últimos grandes monumentos do período Mogol, a Mesquita permanece a maior do subcontinente indiano. É adjacente à muralha ocidental do Forte Lahore, e foi encomendado pelo Imperador Awrangzib (1658-1707) para abrigar uma série de relíquias do Profeta. O esquema é baseado no Jami Masjid de Shahjahanabad, Delhi, e usa materiais similares –arenito vermelho decorado com mármore branco– que se afastam do trabalho de tilework que é típico da arquitetura Lahore.
a mesquita está em um recinto murado com minaretes Altos em cada canto, o todo construído sobre um alto plinto que o eleva acima da cidade e do Forte. Outro conjunto de minaretes marca cada canto da mesquita em si. A fachada é arcada, com um alto Irã central. Três cúpulas duplas de mármore branco, a central um pouco maior que as outras, completam a composição. O interior é decorado com elaborados motivos florais e cartouche em reliefwork de gesso pintado, bem como com incrustações de mármore branco.
Sources:
Tillotson, G. H. R. Mughal India, 134. Francisco: Chronicle Books, 1990.Koch, Ebba. Mughal Architecture: An Outline of its History and Development (1526-1858), 129. Munich: Prestel, 1991.Chaudhry, Nazir Ahmad. Lahore: Glimpses of a Glorious Heritage, 139-44. Lahore: Sang-e Meel Publications, 1998.

considerado um dos últimos grandes monumentos do período Mogol, a Mesquita permanece a maior do subcontinente indiano. É adjacente à muralha ocidental do Forte Lahore, e foi encomendado pelo Imperador Awrangzib (1658-1707) para abrigar uma série de relíquias do Profeta. O esquema é baseado no Jami Masjid de Shahjahanabad, Delhi, e usa materiais similares –arenito…

considerado um dos últimos grandes monumentos do período Mogol, a Mesquita permanece a maior do subcontinente indiano. É adjacente à muralha ocidental do Forte Lahore, e foi encomendado pelo Imperador Awrangzib (1658-1707) para abrigar uma série de relíquias do Profeta. O esquema é baseado no Jami Masjid de Shahjahanabad, Delhi, e usa materiais similares –arenito…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.